Blog de anaherminiapaulino


16/07/2017


Trem

Em cada vagão um coração, uma história, um olhar perdido. Conversas as vezes fáceis de entender,

as vezes somente ruídos. 
Entram rapidamente para não perder o trem, sentados ou em pé lotam o espaço.

Dividem o mesmo ar e olham curiosamente para o outro. 
Tudo instiga, para onde vão, o que fazem, e em cada estação uns entram outros saem.
Vidas repartidas em vagões, estranhos tendo de conviver por um tempo até seu destino.
E em cada parada um recomeço constante, entram, saem, olhares esbarram e somem no ar, o que fica?

O trem que carrega todos os dias estórias diversas.

Escrito por Herminia Paulino às 01h52
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]
 

Perfil



Meu perfil
BRASIL, Sudeste, SAO PAULO, Mulher, de 26 a 35 anos, Portuguese, English

Histórico