Blog de anaherminiapaulino


12/01/2017


Inebriante

  1. Os teus olhos azuis refletem a imensidão da sua alma, toda vez que olho dentro deles, é como se pudesse navegar no seu mar pessoal. Algo neles me fascinam, me paralisaram, é um misto de beleza com magia.

    Não consigo nem disfarçar, tento muitas vezes desviar deste olhar para poder observar ao redor e prestar atenção no que sua boca diz, ou em quem conosco estiver… Ah, mas quando percebo é tarde, já estou embrigado neste olhar, e de tão extasiado consigo imaginar o quanto deve ser belo conviver com esta alma.

    O que esconde contigo, magoas, alegrias, segredos que consegue disfarçar muito bem somente com uma piscada. Tem o encanto da meiguice, transmitida pela doçura do falar, os trejeitos de timidez, e as curvas que fazem a todos admirar.

    Mas é no olhar que tudo está concentrado, e é nele que me refugio quando estou triste, alegre ou somente quero admirar, nesta vastidão me perco de mim, acho me em ti, e não sou capaz de disfarçar.

    Se soubesse o quanto me rouba e traz paz, talvez iria saber o quanto me tens em mãos, melhor manter este segredo comigo, assim mergulho sem pudor algum neste azul que tanto me inebria!

  2. Resultado de imagem para olhos azuis e mar

Escrito por Herminia Paulino às 00h38
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

05/01/2017


Mudanças

 

Talvez um dia tudo volte a ser como era no princípio, sorrisos, cumplicidade, lealdade.  Hoje o tempo levou tudo, restou as memórias, das viagens,das ligações,passeios, ou o nada feito juntos, que era bom só pela presença um do outro. 

As pessoas mudam,sentimentos transformam, amizades novas surgem e muita coisa importante é deixada para trás.Trocamos quem nos deu suporte, amizade, pelos recém chegados, quanto mais tudo muda, a distância aumenta, a base antes sólida parece balançar a cada ventania.  

Talvez seja hora de partir, levar na mala as coisas boas, a saudade e deixar o tempo resolver se um dia voltarão a ser o que foram, ou se somente serão doces lembranças.

Escrito por Herminia Paulino às 00h20
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

29/12/2016


Almas

Almas perdidas em algum lugar, como pessoas caminham automaticamente, para o trabalho, para como festas, para casa. A emoção tornou-se um dia a dia, morreu que é enterrado, está doente vá ao médico.  

Triste !? Faça terapia, os sentimentos, deixados de lado. Ame uma pessoa por dia, não cultive o sentimento. O mundo de caminha a passos apressados, impossível voltar atrás, perder tempo. 

Fique conectado ao tempo todo, esqueça quem teve ao seu lado, sobreviva a ferro ... ferre-se!  

O descompasso entre seres e almas é enorme, em caso de possua algumas ainda, guarde a, e desligue do automático, volte a ser apenas uma pessoa, frágil, porém humana!


Escrito por Herminia Paulino às 00h48
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

22/12/2016


Nós

Ela senta-se em frente a penteadeira, começa a maquiar-se,tem um encontro… Depois arruma o cabelo, passa o perfume, sente um frio na barriga e ao olhar para sua imagem refletida solta um sorriso. 

Não o vê a algum tempo, mas é como se o sentimento estivesse congelado.  Como por uma magia decidira dar uma segunda chance,  apesar de todo medo que sente. 

 Coloca a roupa com um sorriso meio bobo,ficou pronta antes da hora marcada,então para acalmar a ansiedade, escuta música, mas impossível desligar,mãos suadas,vontade de fugir….tarde demais ele chegou. Ela volta por um minuto  olha-se e pensa nas voltas que a vida dá, mas que algumas sensações continuam iguais,o frio na barriga aumenta.

 Ao sair e vê -lo, a única certeza, apesar dos pesares ele desperta tudo nela de bom e de pior. Eles partem, mas talvez ele nunca vá saber o quanto ela desejou esse reencontro! 

Escrito por Herminia Paulino às 02h02
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

21/11/2016


Romântico


Era só mais um romântico, perdido em sua poesias, flores,chocolates, entrando em choque com o jeito moderno de amar. Atualmente ama se por mensagens, por palavras e troca-se o amado rapidamente.  

O amor tornou-se efêmero, ele não compreendia como, era tão bonito poder caminhar de mãos dadas,trocar olhares, carícias. Sofre por não adaptar a tal modernidade, por ser dispensado rápido demais.  

Mas desistir de tentar,é algo impensável,  continuará sua busca,até achar seu par. Alguém que aceite,os passeios de mãos dadas,os olhares, as conversas melosas.  Onde as mensagens trocadas na Internet sejam mínimas, e o amor vivido no mundo real  supere a frieza que inunda o mundo atualmente. 

 

 

 

Escrito por Herminia Paulino às 01h06
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

11/11/2016


Aos meus 33 anos

Quando eu completei três anos tudo o que mais queria era brincar, ao 13 passar de ano, aos 23 paralisar o tempo.

E agora com 33 só espero que o tempo perdure, conforme vamos ficando mais velhos,menos queremos ficar, é uma

sensação estranha,  desejamos viver, mas não envelhecer... Espero que a idade de Cristo me traga muitas alegrias!

Beijos

Escrito por Herminia Paulino às 01h49
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

31/10/2016


Perto demais

E então puxou para perto, sentiu a respiração ofegante, abraçou e sentiu um arrepio percorrer.  O último abraço havia sido há anos,mas esquisito a sensação era a mesma,acrescida de um misto de saudades, raiva e felicidade. Ficaram parados por uns minutos entrelaçados, quando olharam um para o outro estremeceram,já não era possível evitar,as bocas entre abertas encaixaram -se e tudo o que tentavam negar, foi abaixo. A cada momento que chegavam mais perto,  era possível ver o passado misturado a esse presente, flash back, pelos lençóis bagunçados, era possível notar a desordem de suas almas. Euforia do reencontro, sentimentos adormecidos vieram a tona,sensação única do corpo ao ser tocado por quem lhe aflora seus melhores e piores instintos.

 Traga para perto, desnude sua alma, e queimem a saudade dos corpos que nunca esconderam o que sentem um pelo outro. 

 

 

 

Escrito por Herminia Paulino às 00h14
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

17/10/2016


Perda

Ele chegou no bar com os amigos seria só mais um encontro com eles,cerveja, risadas,conversas, se ao entrar não a tivesse notado.  Ficou paralisado por uns segundos,mas sentou, devia ser sua imaginação, jamais alguém como ela viria a esse tipo de bar. Relaxou, e descontraiu, entre um gole e outro decidiu olhar novamente, realmente era sua…sua o que mesmo?  A pessoa com quem saia as vezes mas faltava coragem para apresentar aos amigos e familiares, assumir,e para seu espanto logo essa mulher estava ali bem perto mas com outro, quando entendeu isso o líquido desceu a raspar e a cabeça girou,espantou -se com o que sentiu, pois jurava para si mesmo que era só um passatempo ela.  Perdeu se no barulho do lugar, e deixou de responder quando alguma pergunta lhe era feita. E então lembrou- se das vezes que ela pedia para saírem, andarem de mãos dadas, serem vistos mas, ele deixou de fazer, por orgulho, por achar o dono da situação e talvez dela,jamais pensou em vê la com outro e principalmente esse outro estava com amigos juntos,mãos dadas, sorrisos, e pareciam felizes. Como aquilo era possível? Ela sempre disponível, ah verdade tem um tempo que me evita, e deixou de pedir para me ver, agora aqui na minha frente a esfregar que tudo o que não fiz ele fará.  Mente que está indisposto volta para casa, ao deitar reflete, que esse homem seja o homem que eu deveria ter sido, dê tudo que por orgulho e vaidade deixei de dar. Tenta adormecer, a insônia não permite, pega o celular, digita a palavra desculpas para ela….talvez seu arrependimento seja tardio! 

 

Escrito por Herminia Paulino às 01h34
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

11/10/2016


Quiça

 

Talvez ele queira que desenhe o que vai por teu coração, pois palavras ludibriam. Talvez deseje que toque seu rosto e olhe no fundo de seus olhos, para assim notar o quanto a faz feliz.
Pode ser que nada queira também, somente deixar tudo como está. 
No passar do tempo, nas meias verdades, disfarçadas de certezas, existe uma vontade enorme de saber em que chão pisará. 
Mas é possível que somente com sorriso,carinho todas suas dúvidas evaporem. No cair da noite, as respostas veem, mas ao amanhecer tudo voltará. 
Ah talvez, talvez não estejam mais aqui quando tudo for claro demais.

Escrito por Herminia Paulino às 02h08
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

02/10/2016


Dúvidas

Depois da despedida a incerteza paira,foi um até logo ou nunca mais? A mente fica perturbada, dormir fica difícil, ouve música,ora,mas quando começa esquecer a memória prega uma peça e a pergunta volta.
Coloca o travesseiro sobre a cabeça, na tentativa da escuridão desviar sua atenção. 
Adormece, pesadelos invandem,acorda sobressaltado, e decide tomar um chá, observa a fumaça, o líquido lhe dá um conforto, volta para cama e dorme. 
Ao acordar, a pergunta está no mesmo lugar, como um martelo a incomodar, veste -se e vai passar o dia a tentar ludibriar-se para que suas suposições não tomem conta de seu dia. 
A noite chega e com ela um aprendizado, é preciso driblar a mente,e ter paciência para que o que não possamos resolver, deixemos que o tempo encarregue -se disso. Pois as respostas vêem, sempre,mesmo que jamais do jeito que desejamos.

Escrito por Herminia Paulino às 02h41
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

19/09/2016


Amores

Olhos nos olhos, um sorriso tímido, mãos que tentam aproximação.  Ao tentar falar alguma coisa,as palavras engasgam, um misto de sentimentos, o silêncio profundo que reina, demonstra mais que qualquer palavra proferida.

Em meio a essa confusão e carinhos trocados, talvez um sentimento maior esteja a brotar entre eles.

Mas ambos fogem desse pensamento, melhor viver um dia por vez, deixar crescer. Escolher as palavras para não parecer meloso.  Uma dança entre quem demonstra mais, quem aguenta o silêncio e quem suporta tanto carinho em forma de gestos. Mãos que unem- se, afagam e traduzem tudo que vai pelo coração. Misto de demonstrar, esconder, desejar ou deixar escorrer.  Ouvir o outro mesmo quando este nada diz,suportar a ausência quando o desejo era estar perto. 


Escrito por Herminia Paulino às 00h43
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

12/09/2016


Domínio

Quem é você que insiste em saber tudo o que ganhará de mim,sem nada em troca oferecer.   Tens o mistério no olhar,ah estes olhos!  Despem, sem encostar,  indagam, intrigam.

Acelera o coração, rouba o ar,inunda de dores e prazeres, nesta inquietude toda, o mundo que antes caminhava em passos normais,agora está em descompasso.

Passo o tempo a fugir, mas a noite chega, pensamentos enganam, presa ficará a tentar desvendar o mistério que ronda.

O coração que repousava calmo agita-se, diz ao corpo, foge do medo,mergulha neste olhar, perca-se, um arrepio passa pelo corpo. As horas voam, presa na hipnose do olhar que controla a mente,a ponto de duvidar da realidade e da ilusão. 

 

Resultado de imagem para olhar que hipnotiza

Escrito por Herminia Paulino às 01h42
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

06/09/2016


Doce amargo

Olho seus olhos para tentar descobrir o que realmente existe aí dentro, quero saber  se existe mudança ou somente é um devaneio meu.   Me perco no passado,a cabeça vai além, a ponto de confundir o ontem com o hoje.

 Era para ser simples, mas as entrelinhas me embaralham, porque deveria acreditar? A cada passo que dou, a sensação que o chão não é firme, esquisito quando o equilíbrio é inexistente, onde apoiar? Inexplicável  o gosto doce e amargo, com a mistura de borboletas no estômago. 

 Sempre que navego no raso da sua calmaria,entro no fundo do meu caos. Entre sorrisos, e desencontros me perco cada vez mais. Seus olhos brilham,sua expressão é outra, mas a falta de equilíbrio me rouba as palavras e a paz. 

Em meio a este devaneio, sinto o fio fino que nos uni avisar-me, “ confie e desconfie,mas não o solte, pode não haver volta se romper mais uma vez”. 

 

 

Escrito por Herminia Paulino às 00h42
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

05/09/2016


http://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2016/09/04/domingo-e-marcado-por-protestos-contra-temer-e-por-diretas-ja.htm

http://g1.globo.com/sao-paulo/ao-vivo/2016/protestos-em-sp.html

Escrito por Herminia Paulino às 00h37
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

26/08/2016


Distraída

O vento que sopra a bagunçar seus cabelos, sentada a contemplar o mar,está longe talvez em mares que já foram navegados.   Distraída a ver as crianças correrem das ondas, os demais a passar. 

 Mistura flash de outrora com a atualidade, o mar traz a paz e equilíbrio perdido na selva de pedra. Esta calmaria poderia peurar quando retornar para a rotina. 

Conforme a hora passa a paisagem muda, e a linha que une mar e céu cada vez mais próximas ficam,vontade de seguir por ela, sem pressa para retornar.  Como é bom o encontro de si mesma por algumas horas, sem ter que resolver problemas ou dar satisfação, é hora de voltar, leve e sem sombras, o mar as levou. 

Resultado de imagem para mulher senta e ve o mar

 

Escrito por Herminia Paulino às 00h28
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]
 

Perfil



Meu perfil
BRASIL, Sudeste, SAO PAULO, Mulher, de 26 a 35 anos, Portuguese, English

Histórico